Qual a diferença entre CPC, CPM e CPA?

Qual a diferença entre CPC, CPM e CPA?

Geralmente utilizados por plataformas de mídia online, o Custo por Clique (CPC), Custo por Mil (CPM) e Custo por Aquisição (CPA), podem ajudar você a mensurar resultados e funcionam de uma forma específica.

Quando decidimos anunciar na internet, precisamos tomar uma série de decisões para monetizar o tráfego, e assim como os anúncios digitais podem ser analisados de um modo que era inviável no tempo das mídias tradicionais, também é possível precifica-los de maneiras diferentes.

O CPC, COM e CPA são métodos de cobrança, geralmente utilizados por plataformas de mídia online. A diferença entre eles é que o CPC é calculado de acordo com o número de cliques nos anúncios, o COM por impressões e o CPA é pelo número de conversões.

Confira a seguir a diferença e especificações de cada um deles:

  • CPC

Se tornando bastante popular em no Google AdWords, portais e blogs, O CPC é o Custo por Clique, ou seja, você só pagará quando seu anúncio receber um clique do usuário.

Esse formato possibilita uma forma de saber exatamente os resultados dos seus anúncios, obtendo o número exato de pessoas que clicaram em sua campanha e também qual foi o impacto que elas têm causados nos usuários.

Além disso, caso você queira fazer um anúncio cobrado através do CPC, você poderá estabelecer uma meta de cliques desejados e então calcular seu custo de campanha previamente através do CPC médio. Este cálculo é fornecido por várias plataformas que oferecem esse modelo de anúncio, como o AdWords.

O ideal para quem deseja obter maior tráfego em seu site é que tenha como objetivo atingir um número de vendas específico em determinado período.

  • CPM

Esta forma está disponível apenas para rede de display e o anunciante só paga quando o anúncio recebe mil visualizações, independente do número de cliques que a campanha gerou.

Para que seu anúncio tenha mil impressões, os sites anunciantes precisam ter um tráfego considerável.  Por isso, esse formato é ideal para grandes blogs e portais de notícias. Ao optar por esse formato de pagamento, é importante que você relacione o seu orçamento ao tempo em que seu anúncio leva para gerar mil visualizações dentro do canal que escolheu.

  • CPA

Sendo a opção mais cara, no CPA você só pagará pelo seu anúncio quando alcançar o objetivo final da campanha, podendo ser uma venda, preenchimento de formulário, visualização de um vídeo, download de material ou aplicativo, ou qualquer outra finalidade que você disponibiliza.

Quando optamos por esse formato, o anunciante automaticamente automatizará o anúncio, perdendo a chance de controlar algumas de suas ações, exceto sua localização. Esse tipo de precificação é recomendada apenas para empresas que possuem margens amplas em seus produtos ou então clientes de longa vida útil.

Agora que já sabemos o que cada sigla significa, chegou a hora de escolher qual seria o melhor método para sua campanha. Conte com a ajuda de um profissional da área do Marketing Digital e descubra como gerar ainda mais leads para seu negócio.